Quer melhorar sua memória? Coma mirtilos!

337

Ótima notícia! Novos estudos sugerem que comer mirtilos (também conhecidos como blueberries) aumenta as habite memória e pensamento em idosos com disfunção cognitiva leve, afirma Robert Krikorian, PhD, do Academic Health Center da Universidade de Cincinnati, Ohio.

Krikorian apresentou o resultado de dois estudos em humanos. Um deles testou o consumo de um preparado em pó, equivalente a uma xícara de mirtilos por dia, obtendo melhora em diversos testes inclusive 72% de melhora no acesso semântico (lembrar palavras) e 13% na memória visuo-espacial.

O outro estudo, com 94 idosos entre 62 e 80 anos com queixas de falta de memória, comparou o consumo de mirtilos em pó, óleo de peixe, a associação de ambos e o grupo placebo, que não recebeu nada, durante 24 semanas.

Outro resultado interessante foi que os participantes que consumiram os suplementos de mirtilos relataram que estavam desempenhando melhor suas atividades diárias. Tinham uma sensação de bem estar e cometiam menos erros de memória, sentindo-se menos ineficientes que aqueles que consumiram placebo.

Os efeitos benéficos da blueberry ou mirtilo devem ser devidos a presença de antocianinas, flavonóides que comprovadamente melhoram a cognição em animais.

Porém, os especialistas alertam para se ter cautela em relação a essa informação, pois são somente dois estudos pequenos, sendo necessário que se amplie o estudo para melhor definir se esse benefício se confirma.

Mas, se levarmos em consideração como o mirtilo é saboroso e que o congelamento não afeta o efeito das antocianinas, não será nenhum sacrifício que os idosos que tenham disfunção cognitiva leve consumam essa frutinha, seja em preparados em pó ou mesmo congelada.