Seu Perfil com a Bandeira Palestina, pode estar matando Palestinos.

651

Não é raro ver pessoas com a Bandeira da palestina como perfil nas redes sociais, mas será que você está ajudando?

A Palestina foi reconhecida como Pais independente em 1988, pela ONU ( Organização das Nações Unidas) e teve sua Independência declarada pela OLP (Organização para a libertação da Palestina).

É preciso ler e reler o fato acima para entender como funciona o sistema administrativo moderno.

Não adianta morar em um espaço para achar que é seu.
A história mostrou que para manter seu território é preciso além de defender as fronteiras é preciso entrar no jogo político e ser reconhecido por outras nações.
Por isso antes de 1988 a palestina era apenas um território e não um estado.

Um estado é formado pelo Governo(Administração) e povo(Habitantes), precisa ter sua independência e fronteiras reconhecidas por outras nações ou por órgãos internacionais.
Veja Bem, vou repetir mais uma vez a criação de um estado não tem nada a ver com justiça ou declarações, é um jogo político e militar.

Agora que estamos bem esclarecidos, vamos ao conflito.

Após a segunda Guerra mundial ganhou força o movimento Sionista, onde o mote principal era a criação de um estado Judeu, e o local definido pelos sionistas era sua antiga terra, na época (1947) controlada pela Inglaterra e habitada pelos palestinos.

Os Judeus estavam fora daquela região desde o primeiro século depois de um famoso judeu bem conhecido(Jesus), quando aconteceu as Diáspora onde os Judeus foram espalhados pelo mundo, nesse período (império Romano/Medieval), os judeus foram proibidos de possuírem terras, símbolo de status na época, onde possuir terras era possuir riqueza. Forçados a terem profissões livres (que permitiam livre passes entre feudos) , como advogados, médicos, engenheiros e mais tarde banqueiros,  tiveram seu momento de gloria quando o mercantilismo falhou e entramos na revolução industrial onde ter uma profissão era muito mais valioso do que possuir terras improdutivas.
Os Judeus começaram a comprar Terras e migrar novamente para a Palestina nascendo então o movimento Sionista.
Depois do fim da Primeira grande guerra os judeus foram odiados em todos os países por cobrarem os empréstimos de guerra principalmente no país que recebeu a maior penalidade no tratado de Versalhes (1918) a Alemanha.
O Resultado foi aproximadamente seis milhões de Judeus exterminados, primeiramente por não ter uma país para onde voltar, e serem odiados na maioria deles, esse fato se tornou a extrema importância de existir um estado Judeu no fim da segunda guerra. O Território Palestino estava sob administração da Inglaterra e sofria pressão por parte dos Judeus e países Árabes para tomar uma decisão.
E a decisão foi tomada em 1948, criando o território de Israel que logo depois Declarou independência. Durante o processo 250.000 palestinos foram expulsos de suas casas e o estado foi criado.
E em retaliação os países árabes foi logo em seguida, Egito, Síria, Líbano e Iraque atacaram Israel essa foi a pior coisa que poderia acontecer a Palestina.
A Criação de Israel era Eminente com a Imigração dos Judeus comprando terras e criando cidades e em pouco tempo a numero de Judeus ia superar o de Palestinos.
Em 1947 eram 700 mil Judeus e 1,5 milhões de Palestinos no território, e os judeus não paravam de imigrar, e após a criação do estado 1 milhão de Judeus foram expulsos dos países Árabes, superando o numero de palestinos em todo o território.

Resultado da guerra.

A guerra terminou com Israel saindo vitoriosa e ampliando seu território. E os Palestinos que sobraram acuados em gaza no litoral e espalhados e vários pontos. E assim durante  mais de 50 anos com conflitos grandes e pequenos a situação se manteve.

Agora, o motivo de você está ajudando a matar palestinos.

Os últimos conflitos, os mais mais sangrentos foram promovidos pelo Hamas, que tem como ideologia remover Israel do território palestino. Israel é a maior potencia em artilharia anti-aérea, seus escudos derrubam misseis em segundos causando o minimo ou nenhum dano no país. Não existe possibilidade da Palestina retirar Israel na força, e nem todos querem isso , hoje mais de 1 milhão de palestinos vivem,trabalha e criam suas famílias em Israel ,e existe imigração todos os dias para morar e trabalhar em Israel. Você com sua bandeira está apoiando o Hamas a lançar mais ataques contra a Israel, que responderá na mesma moeda. Matando cada vez mais palestinos, pois o Hamas Ordena que os civis se posicionem em locais que serão bombardeados para se sacrificar pelo movimento.
Então se você tem pena e se preocupa com povo palestino, comece a pensar nos países árabes que financiam a guerra contra Israel, dando esperança que eles vão vencer, sentados em suas casas vendo o povo ser massacrado.

Escudos Humanos

No relatório da ONG Anistia Internacional afirma de que o Hamas tem pedido para a população permanecer em suas casas mesmo com os avisos de Israel, feitos por telefonemas e por panfletos, sobre ataques iminentes em áreas civis. Onde teriam foguetes e armamentos militares escondidos em hospitais e escolas.
O Vídeo abaixo capturado por drones mostra o Hamas disparando foguetes de áreas civis o que é proibido pelas leis de guerra:

Em outro vídeo, Sami Abu Zuhri ( porta voz do Hamas), à Al-Aqsa TV confirma o uso de escudos humanos:
“Isso comprova o caráter dos nossos nobres, dos nossos lutadores da Jihad. São pessoas que defendem seus direitos e suas casas com o seu corpo e com o seu sangue. A política de pessoas que enfrentam aviões israelenses de peito aberto, a fim de proteger as suas casas, provou ser eficaz contra a ocupação (israelense). Além disso, essa política reflete o caráter dos nossos bravos, que são pessoas corajosas. Nós, do Hamas, convocamos o nosso povo para que adote essa política, a fim de proteger as casas palestinas”, disse o  porta-voz do Hamas”

https://www.youtube.com/watch?v=eQ6S0-o3uFI

E uma completa falta de responsabilidade, criar uma campanha de apoio a terroristas que usam seu próprio povo como escudo. Espero que as pessoas pesquisem um pouco antes de se juntar a qualquer movimento.

Fontes:
https://anistia.org.br/
http://www.chabad.org.br/