A importância da hidratação no verão

A importância da hidratação no verão

123
Compartilhar

O verão chegou, e com ele as altas temperaturas fazem com que o nosso corpo peça socorro pois é formado por 70% puramente de ÁGUA.

Nesta estação, a hidratação deve ser caprichada pelo fato do suor ficar mais intenso.

A desidratação ocorre quando nossa corpo perde mais água do que é ingerido. Nós perdemos água em diversos momentos de nosso dia como através do: suor, urina, fezes, respiração, etc.

O grande problema da desidratação é que perdemos grandes quantidades de sais minerais que são responsáveis pela nutrição de nossas células, órgãos vitais e reações bioquímicas necessitam de ÁGUA para alguns processos como cicatrização, aumento de massa muscular e até mesmo a queima de gordura fica prejudicada.

Além disso, a água é nosso principal regulador de temperatura corpora pois quando o corpo superaquece, é através da evaporação do suor, que a temperatura retorna a níveis normais e seguro para o corpo. Aliás, o super aquecimento é prejudicial porque muitas proteínas corporais e enzimas começam a desnaturar e perder sua função. Por isso febres muito altas são sempre preocupantes, nesses casos é necessário tentar resfriar o corpo de quem tem febre, através de banhos frios.

O CORPO FALA

Podemos observar alguns sinas que o corpo nos dá quando está ficando desidratado como por exemplo:

Boca seca;
Prisão de ventre;
Dores de cabeça;
Tonturas;
Indisposição e cansaço;
Pele seca;
Diminuição na produção de urina.

GRUPOS DE RISCO

Devemos ficar muito atentos principalmente com as crianças e idosos que são mais propensos pois, em relação aos adultos, possuem mecanismo de estímulo da sede menos eficiente, subestimando suas necessidades hídricas e acarretando maior desidratação voluntária podendo desenvolver sintomas como diarreia, dores de cabeça e tonturas.

Diversos estudos com amostras de crianças e adolescentes demonstram que a reidratação é mais eficiente com a oferta de bebidas flavorizadas, atrativas (coloridas), geladas e com o acréscimo de carboidrato a 6%, além de eletrólitos, embora não haja consenso sobre a adequada formulação destas soluções.

ENTÃO, O QUE FAZER?

Devemos nos hidratar de uma forma geral, mas beber água pura é de extrema importância. O fracionamento deve ser feito ao longo do dia, uma dica é beber pequenos copos de 100 ml em diversos momentos do dia, assim você atingirá a quantidade adequada sem grandes esforços.

A água é fonte de sais minerais, e é a melhor opção de hidratação.

Também podemos intercalar com chás gelados e quentes, água de côco, além das frutas sempre na forma sólida, mais ricas em água como: melancia, melão, morango, kiwi e laranja para evitarmos a sobrecarga de açúcar.

BAIXE GRÁTIS UM E-BOOK DESENVOLVIDO ESPECIALMENTE AOS LEITORES DO OLHAR ATUAL, É SÓ SE CADASTRAR ABAIXO:



Aproveite o verão da melhor forma cuidando do seu maior bem: SEU CORPO!