Olhar Atual

Escolas que estavam em lista de adiamento do Enem tiveram prova aplicada

Casos ocorreram no Distrito Federal e no Pará. Inep reconheceu o erro e garantiu que alunos que perderam a prova poderão fazer em 3 e 4 de dezembro.

Instituições de ensino do Distrito Federal e do Pará que estavam na lista divulgada pelo Ministério da Educação como locais afetados pelo adiamento do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) tiveram prova aplicada neste sábado (5).

Uma delas é o Centro de Ensino Médio Ave Branca (Cemab), em Taguatinga, no Distrito Federal, que foi ocupado por estudantes em protesto à reforma do ensino médio, mas foi desocupado na última terça-feira (1).

O Inep, órgão do Ministério da Educação responsável pela aplicação do Enem, chegou a avisar por SMS parte dos 159 inscritos sobre o adiamento. Até as 14h, o instituto disse que ainda apurava o que aconteceu, mas reconheceu que houve um equívoco no envio das mensagens. Os inscritos nessa escola poderão fazer a prova nos dia 3 e 4 de dezembro, segundo o instituto.

Outro caso aconteceu em Santarém, no Pará, no prédio 2 da Unidade Amazônia da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa). Estudantes inscritos para fazer a prova no local disseram que receberam a informação de que o exame seria adiado, mas receosos, decidiram ir até a universidade.

“Recebi mensagem do Inep dizendo que seria adiado para dezembro, recebi umas 10h16 [horário local], então fiquei desconfiada porque foi em cima da hora aí eu vim ver se tinha alguma explicação, e quando chego aqui, vai ter prova”, diz a estudante de 20 anos, Débora dos Santos.

A candidata Daiana Santos, de 23 anos, também foi confirmar a informação no local. “Além da mensagem eu fui consultar a página do participante e dizia que a prova tinha sido prorrogada para dezembro, aí eu chego aqui na Ufopa e a entrada está liberada. Isso confunde a gente. E se eu não viesse? Ia perder a prova? Sendo que a gente se prepara pra fazer”.

O Inep reconheceu o erro e garantiu que em ambos os casos os alunos terão o direito de fazer o exame nos dias 3 e 4 de dezembro.

Enem adiado

Ao todo, segundo o MEC, o Enem será adiado para 271.033 candidatos afetados inscritos em 408 locais de prova. Aqueles que realizariam o exame nestes lugares terão de fazê-lo em 3 e 4 de dezembro.

As ocupações nos colégios são realizadas por movimentos estudantis que protestam contra a PEC do teto dos gastos e a reforma do ensino médio. Conforme decisão do MEC, as escolas que seriam locais de prova do Enem e que não foram desocupadas até a última segunda-feira, dia 31 de outubro, foram excluídas do processo.

Para os alunos que fariam o Enem nestes pontos, uma nova versão do exame será aplicada na nova data, em dezembro.

Reportagem G1 Educação

Olhar Atual