Olhar Atual

Dez palavras que fazem falta em nossa língua portuguesa

Olá leitores do Olhar Atual, trago-lhes hoje mais um artigo sobre Línguas, um tema que não me canso de ler, pesquisar e escrever sobre, e não por acaso mantenho há mais de 12 anos um site voltado ao tema.

Hoje gostaria de comentar sobre dez palavras que na minha opinião fazem muita falta à língua portuguesa, e não se tratam de palavras intraduzíveis, pois para mim não existem palavras que não tenham tradução. Todas as palavras podem ser traduzidas — só que à vezes precisamos de usar mais palavras para isto.

Mas o mais interessante é que há línguas que possuem formas de explicar um determinado conceito ou sentimento só com UMA palavra e outras que precisam de linhas e mais linhas para explicar a mesma coisa.

Pois, hoje, vamos ver algumas dessas palavras. Escolhi dez palavras que nos podem ajudar a ter uma vida melhor.

Gönnen

Uma palavra alemã que é o antônimo de “inveja”. A sensação agradável que sentimos quando acontece alguma coisa de bom a outra pessoa. (Em português, talvez a melhor tradução seja “ficar feliz por”.)

Waldeinsamkeit

Outra palavra alemão que significa “Ter um sentimento de solidão ao estar envolto pelas árvores e em contato com a natureza”.

Tafalle

Uma palavra em frísio (uma língua falada no norte da Holanda) que significa “acabar melhor do que o esperado”..

Talaka

Uma palavra bielorrussa que significa “trabalho voluntário em prol do bairro”.

Iktsuarpok

Uma palavra de uma língua esquimó, que fala “Daquela sensação de que alguém está chegando e faz com que você vá verificar constantemente se há pessoas do lado de fora (também indicando um pouco de impaciência)”.

Merak

Uma palavra sérvia e croata que significa “o prazer que sentimos quando realizamos atividades simples, como, por exemplo, estar com os amigos”.

Pochemuchka

Uma palavra russa que usada para nomear aquelas pessoas que simplesmente fazem perguntas demais sobre qualquer tipo de assunto: os “perguntadores”.

Jayus

Uma gíria popular do idioma indonésio para definir o instante em que alguém conta uma piada muito ruim ou sem qualquer senso de humor, mas mesmo assim as pessoas não conseguem evitar rir.

Sitooterie

Uma palavra em scots, uma língua escocesa, que significa um lugar construído para um casal se sentar sozinho, em intimidade — por exemplo, em um jardim ou ao pé da praia. Pode ainda ser uma sala com um sofá e uma boa paisagem ou um canto um pouco escondido, numa festa.

Dépaysement

Uma palavra em francês, para falar daquele sentimento de não pertencer a um país ou uma cultura, quando você se sente deslocado de sua origem ou é um imigrante em qualquer lugar.

agora uma palavra bônus:

Tartle

Uma outra palavra da língua escocesa, que significa “aquele momento em que você vai cumprimentar ou apresentar alguém que não vê há tempos e se esquece do nome da pessoa”.

“Ah, mas nós temos a palavra saudade”, alguém deve estar pensando. Bom, deixa eu dizer uma coisa:

Desde sempre nos falaram que “saudade” é uma palavra essencialmente do português e que não existe tradução literal em outras línguas. Entretanto, isso não é totalmente verdade. Outros idiomas possuem, sim, equivalentes da palavra “saudade”, porém nem sempre podem ser aplicados nas frases como fazemos nós na língua portuguesa.

Apesar de ser considerada uma das palavras mais difíceis de se traduzir no mundo, encontramos o termo em outras línguas, como no alemão (sehnsucht) e no polonês (tesknota). As variações do uso ocorrem conforme as normas e a gramática dos idiomas, porém o significado original é o mesmo nas línguas que possuem a descrição do sentimento – independente de como ele é utilizado gramaticalmente.

Henrique Rossi

Fundador da HR Idiomas, possui formação em Desenvolvimento Web e MBA em Gestão de Sistemas; Entre seus interesses estão a etimologia, linguística, tecnologia, lexicologia, genealogia, história e cultura.