Olhar Atual

Covardes

Omar Marteen era Muçulmano, membro do estado Islâmico e filiado dos Democratas que é a esquerda americana.
Eu podia colocar um título melhor, mas nenhum que reunisse tudo o que representa as atitudes progressistas e seus espantalhos.
Primeiramente quero esclarecer algumas coisas muito importantes:

1- Não sou Conservador, e sim liberal.
2- Não sou Religioso, e sim Ateu.

Agora vamos ao fato:
Na madrugada de domingo(12) aconteceu um atentado terrorista em Orlando na Flórida. Reivindicado pelo estado Islâmico. Nada do que o estado Islâmico prega é segredo para ninguém:
“Fim de toda a cultura Ocidental.”

O Fim da Cultura ocidental inclui ideias como:
Não aceitar a existência de homossexuais, revogar os direitos das mulheres, revogar direito ao culto religioso, resumindo o fim das liberdades individuais que demoramos tanto para conquistar por aqui no ocidente.

O Atentado não foi por simples homofobia como alegam. Não era só porque gays que estavam lá, e sim porque representam as liberdades aceitas no mundo ocidental. O Estado Islâmico matou 100 pessoas na casa noturna Bataclan em Paris. As vitimas não tinham uma orientação sexual específica eram apenas ocidentais. Não diferente do EI, a milícia Al Shabaab no Quênia deixou 148 estudantes mortos, apenas porque tinham uma religião ocidental, no caso, eram cristãos.
Qualquer criança saberia interpretar a missão do Estado Islâmico, Menos a Esquerda

Após o atentado que vitimou homossexuais e simpatizantes, esperava pelo menos um posicionamento dos grupos LGBT, a respeito do Estado Islâmico, mas não houve nenhum.
Ao contrário, a esquerda descartou o fato do terrorista ser do Estado Islâmico, esquerdista para apenas atacar os conservadores como o candidato Donald Trump nos EUA e o deputado Jair Bolsonaro aqui no Brasil.
Como se não bastasse na minha timeline hoje me deparo com as seguintes fotos:

13413553_10153719920347005_2892300244814880573_n 13427986_10153719927687005_6425877549334397704_n
13428378_10153719921487005_5370503997411722921_n 13417524_10153719920247005_5514478927987697151_n
13442225_10153719920162005_3552914257470826742_n 13442395_10153719920187005_2150393546988619270_n

13434941_10153719944632005_7604653222156681649_nEssas fotos são do perfil do usuário Túlio Borges, que está seguro que difamação e calunia, não são passíveis de processos, pedindo em seu perfil que as pessoas compartilhem as fotos numa espécie de campanha.
Na cabeça maluca da esquerda, ao invés de se preocupar com os ataques do Estado Islâmico que arremessam gays do alto de prédios e queimam mulheres, e degolam crianças, eles querem manter a guerra ideológica mesmo que ela não faça sentido nenhum.

O espantalho.

Enquanto a esquerda tenta capitalizar em cima de massacres para impor uma guerra ideológica do velho povo e anti-povo, eles estão condenando todos nós. Descartar o problema Islâmico é simplesmente dar carta branca para os terroristas continuarem com os massacres. Qualquer massacre a esquerda partirá em defesa dos Muçulmanos, usando de espantalhos para tirar o foco do autor do crime. Quando um muçulmano matar alguém, frases como :
-Os Imperialistas americanos que criaram o ISIS (atual EI)!
-É culpa da Homofobia dos conservadores cristãos!
-É culpa do machismo!
-É culpa da liberação de armas!
-Xenófobo!
-Racista!
-Islamofóbico!
Todas essas frases tem um objetivo comum, desviar o foco, e cada uma delas serve para uma ocasião:
a)Caso as vitimas não sejam minorias, ou vetor de controle do escopo da esquerda:
-Os Imperialistas americanos que criaram o ISIS (atual EI)!

b)Caso as vítimas sejam homossexuais:
-É culpa da Homofobia dos conservadores cristãos!

c)Caso as vítima sejam mulheres:
-É culpa do machismo!

d)Caso for em um pais com armas liberadas:
-É culpa da liberação de armas!

e)Caso os criminosos sejam imigrantes:
-Xenófobo!

f)Caso os criminosos muçulmanos sejam negros:
-Racista!

g)Caso nada colar use:
-Islamofóbico!

Esse tipo de falácia (espantalho) é uma técnica de esquiva   muito útil, pois, ela dá a impressão de refutação do argumento e ainda desvia o foco do assunto original. Ganhando tempo para quem usa a falácia comemorar uma falsa vitória, enquanto o adversário se justifica.
A característica principal da falácia do espantalho é que o adversário aponte uma versão distorcida ou caricata do argumento do propositor fazendo o argumento parecer irrelevante ou com um sentido diferente do original, para parecer de mais fácil refutação ou anular o argumento adversário.
A estrutura da falácia é a seguinte:

Pessoa A defende o argumento X

Pessoa B ataca o argumento Y como se ele fosse o argumento X, quando na verdade ele é uma versão distorcida de X

Ex:
A: Estudos mostram que filtros de barro são mais eficientes que os filtros comuns.
B: Não seja ridículo filtros de barro são muito antigos é impossível que sejam mais eficientes que os filtros modernos.

Perceba que B pega o argumento de A, e se apega a uma característica de forma negativa (filtros antigos) criando o argumento Y. E  nem menciona o argumento X de A, ele não pergunta nem questiona os estudos apenas pega uma característica que ele pode atacar e difama. Criando uma caricatura do argumento original ou ser preferir um espantalho.

Na guerra política é importante perceber armadilhas básicas como cair em espantalhos, para não dar brechas a discussões longas e desnecessárias. Caso identifique um espantalho, desmascare o espertinho de pronto. Exponha o covarde para que todos vejam a desonestidade argumentativa.

Andrey Gonçalves

37 anos, Analista de Sistemas, Instrutor.
Segue a ideologia Liberal (Econômica e individual)
Administrador do grupo Vamos debater política.
Podcaster do programa Regional Bem vindo a Santos.
Youtuber do Canal Liberdrops.